Pom Pom
pompom

Papai e bebê: Como aumentar o vínculo?

Homem brincando com bebê.

Quando especialistas falam sobre vínculo papai e bebê, eles estão se referindo ao intenso apego que você desenvolve com seu pequeno. É o sentimento que faz você querer pegá-lo com amor e carinho, ou se jogar na frente de um caminhão em alta velocidade para protegê-lo.

Muitas preocupações permeiam o vínculo e o tempo que leva para conquistá-lo. Então resolvemos trazer esse tema para o blog, para dizer que se não ocorrer a ligação no primeiro colo, não se preocupe. O vínculo geralmente leva tempo. Contanto que você cuide das necessidades básicas do seu bebê e o abrace regularmente, ele ou ela não sofrerá se você não sentir um vínculo forte à primeira vista.

Mas antes de falarmos deste elo tão importante para a criança, vamos deixar algumas ações indispensáveis para edificar o vínculo entre pai e bebê: não subestime a importância dos abraços, o contato pele a pele é crucial e a sensação de segurança que a proximidade proporciona é igualmente importante. Sessões de aconchego  com o seu bebê aninhado em seu peito nu, permite uma conexão ainda maior desde seus primeiros dias de vida.

Relação entre pai e filho

Alguns pais se sentem ligados ao bebê nos primeiros minutos ou dias de nascimento, já outros podem demorar um pouco mais – isso é perfeitamente normal. Afinal, um pequeno humano novinho em folha acabou de pousar no seu colo! Você também pode estar ajudando sua parceira a se recuperar do parto, e provavelmente não dorme bem há algumas noites. Pegue leve consigo mesmo e saiba que o vínculo se desenvolverá em pouco tempo.

O que é vínculo?

O vínculo entre pai e filho é realmente uma experiência individual, e é tão razoável esperar que o vínculo se desenvolva ao longo de um período de tempo quanto que ele se desenvolva instantaneamente.

Há muitas discussões sobre o vínculo com um novo bebê que os pais muitas vezes se sentem culpados por não sentirem um apego incrível imediatamente. No passado, os pesquisadores achavam que era crucial passar muito tempo com seu recém-nascido durante seus primeiros dias para estabelecer um vínculo imediatamente. Mas agora sabemos que o vínculo pode ocorrer ao longo do tempo. Os pais que são separados do bebê logo após o parto por razões médicas ou que adotam seus filhos no final da infância, também desenvolvem relacionamentos próximos e amorosos.

Confira também: Calculadora de semana gestacional

Como se integrar a rotina do bebê?

O vínculo pai-filho se fortalece ao longo do tempo por meio do cuidado diário. Não há fórmula mágica, mas algumas coisas podem ajudar o processo para se integrar a rotina do bebê:

  • Converse e cante para ele regularmente, olhando para e o seu rosto de perto;
  • Brinque com ele todos os dias. Os recém-nascidos podem brincar tanto quanto os bebês mais velhos. Seu estilo de jogo pode ser diferente, mas aos poucos você entenderá qual melhor lhe agrada. Seu bebê vai adorar brincar só os dois;
  • Participe da sua rotina diária;
  • Leia para o seu bebê regularmente. Segure-o por perto enquanto lê;
  • Espelhe seus movimentos e ecoe outras vocalizações. Estes são os primeiros passos para se comunicar com ele;
  • Converse com seu bebê durante todo o dia. No começo, pode parecer que você está falando consigo mesmo, mas começará a parecer mais natural se você continuar assim.

Seja participativo

Ser participativo está além de ajudar nas tarefas domésticas, é estar presente no dia a dia, nos momentos de alegria, nos saltos de desenvolvimento, entendendo cada sinal que os pequenos dão nesse momento para se comunicarem. 

É saber fazer valer a palavra “cumplicidade” com todos os desafios que a paternidade propõe. É ter empatia com a mãe que está tão cansada e fragilizada, seja aprendendo, dando atenção, amamentando, sendo pai em tempo integral.

Por exemplo, se a mãe estiver amamentando não significa que você está fora do ciclo parental – cuidar do seu bebê é um esforço em equipe. Uma vez que o bebê é alimentado, você pode assumir quando terminar e fazê-lo arrotar, cantar, brincar ou apenas segurá-lo no aconchego dos seus braços.

Se a mãe estiver bombeando o leite materno, você também pode assumir algumas das mamadas. Dessa forma, você e seu bebê terão algum tempo extra de ligação, e sua parceira pode descansar um pouco. Essas mamadas tranquilas no meio da noite, quando apenas você e seu bebê estão acordados, podem ser verdadeiramente especiais.

Ajude com as tarefas

Contribua com as tarefas, por mais simples que seja. Troque com seu ou sua parceira o turno da noite. Permitir que ela durma mais é bom para toda a casa, então saia da cama se houver uma oportunidade de amamentar à noite, por exemplo. Pode ser difícil apreciar isso quando você está com sono, mas tente sentir esse momento precioso, no meio da noite, quando ninguém está olhando, e você pode relaxar com o bebê.

Aumente o contato físico (pele a pele)

Tenha tempo de carinho. O toque humano é calmante para você e seu bebê, então segure-o com frequência e acaricie-o suavemente. O vínculo é construído por meio do afeto, do amor e do carinho, e não há maior forma de expressar e fortalecer a união com seu bebê.

Uma ótima forma de ter esse contato é durante o banho, pois além de participar das tarefas cotidianas, será um momento só de vocês. Também é possível deixar essa hora ainda mais divertida com brincadeiras, e claro, com produtos de qualidade como a linha de banho da Pom Pom, que conta com shampoo, condicionador, sabonete em barra e espuma.

Com o Dia dos Pais ao virar da esquina, agora é um ótimo momento para pensar em todas as diferentes maneiras pelas quais os pais podem se conectar e se relacionar com seus bebês. Nos primeiros dias e semanas após o nascimento, as mães passam muito tempo com seus recém-nascidos, estabelecendo a amamentação e se recuperando do parto com seus bebês ao seu lado. Os pais muitas vezes podem se sentir deixados de fora ou excluídos por causa das frequentes sessões de enfermagem e do conforto que os bebês obtêm por estarem perto de suas mães. As dicas a seguir fornecem muitas maneiras pelas quais os pais também podem estabelecer um vínculo com seus bebês.

Benefícios do contato pele a pele com um recém-nascido

  • Regulação da temperatura;
  • Redução do estresse;
  • Estabilização do açúcar no sangue;
  • Liberação de ocitocina (o hormônio do amor);
  • Conforto;
  • Segurança.

Os pais podem e devem ter tempo pele a pele com seus recém-nascidos assim que fizer sentido fazê-lo. Acomodar-se em uma cadeira confortável, sem camisa, com o bebê nu no peito e ambos cobertos por um cobertor aconchegante é uma ótima oportunidade para ambos se beneficiarem da liberação de ocitocina que ocorrerá. E há realmente algo melhor do que o cheiro e o toque de um bebê recém-nascido?

Crie hábitos só de vocês

Os pais podem querer continuar as tradições e atividades especiais que fizeram com seus pais quando eram crianças ou considerar começar algumas novas. Ir à padaria para comprar guloseimas no domingo de manhã, noite de cinema em família de sexta-feira à noite, participar de certas atividades comunitárias e eventos esportivos etc., oferecem tempo de qualidade para as crianças se conectarem ainda mais com seus pais.

Você se lembra das tradições especiais que teve com seu pai ou modelo paterno? Você pode continuar as atividades com seus próprios filhos ou criar novas. O que acha?

Ilustração de fralda PomPom Derma Protek. Com texto, "Tamanhos que vão desde o RN até o XXG para cuidar e proteger o seu bebê em todas as etapas.".

A importância do vínculo paterno

Pode ser fácil ver o vínculo mãe-bebê como o “padrão”, mas os laços que os pais têm com o bebê também são únicos. Na verdade, o vínculo que mães e pais têm com o bebê é diferente para apoiar o desenvolvimento do pequeno. Isso os ajuda a entender a variedade de indivíduos e relacionamentos que encontrarão na vida.

Os desafios fazem um pai confiante

O vínculo com seu bebê quando ele está feliz e doce é bom em teoria, mas não é a realidade. Sua capacidade de lidar com momentos desafiadores é crucial para se tornar um pai confiante, então aprenda a ser destemido diante da agitação.

Sabemos que é mais fácil falar do que fazer. Para as mães, muitas vezes, o vínculo se dá por meio da amamentação. Essa, muitas vezes, é sua arma secreta, além de ter tido nove meses para desenvolver um vínculo com seu bebê, até antes do nascimento. Então, em caso de choro, não passe a bola e entregue imediatamente o bebê a sua parceira; em vez disso, resolva com uma atitude legal e calma, com a premissa de “não se preocupe, eu entendi”. Isso será reconfortante tanto para o bebê quanto para você mesmo e permitirá fortalecer os laços.

E acredite: a paciência e o senso de humor que você aproveita durante esses primeiros meses como pai também serão úteis em um ou dois anos, quando você precisará se tornar um profissional em redirecionar e desviar birras épicas que toda criança faz.

Faça seu login
E acesse ferramentas que irão te ajudar nessa fase tão especial.

Ao clicar em Cadastre-se, você concorda com os Termos de Serviço

Já tem uma conta na Pompom? Faça Login
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Já tem uma conta na Pompom? Faça Login
Esqueceu a senha?
Informe seu endereço de e-mail e nós enviaremos sua nova senha por e-mail.
Um link para redefinir sua senha foi enviado para o seu e-mail
VOLTAR PARA A PÁGINA DE LOGIN

Receba nossas novidades

none
Data de nascimento