Carin Primavesi

Carin Primavesi é psicopedagoga e psicanalista e trabalha com crianças de um a cinco anos em educação infantil e de cinco anos a adultos no Kumon. Autora do livro Déficit de Atenção tem Solução, ela aborda os mais diversos assuntos relacionados à psicologia e comportamento.

A diferença entre Mimar e Amar

Há uma diferença entre amar e mimar cujos resultados de comportamento nos filhos se mostrarão de formas bem diferentes.

Amar é:
1. Educar, orientar, ter tempo para o filho e paciência pois ele está aprendendo. Os pais são o exemplo.
2. Mostrar o bom, o correto, ensinar bons princípios e respeitar o outro.
3. Corrigir pois a criança não sabe ainda e precisa conhecer o certo.
4. Colocar os limites necessários para o desenvolvimento emocional da criança. Limite é importante e não traumatiza a criança, pois se for baseado no bom senso e na medida certa, a protegerá de si mesma, porque ela não tem a noção de perigo e nem a capacidade de lidar com as frustrações naturais da vida.
5.  Deixar se frustrar que faz parte da vida, e serve para se tornar forte emocionalmente e amadurecer.
6. Deixar ser responsável pelos seus atos.

Quem ama frustra, mostra os limites, ensina as regras, participa da vida do filho, desfruta cada fase do seu desenvolvimento, desperta suas potencialidades e o prepara para a vida adulta.

Mimar é:
1. Permitir o impermissível, o absurdo e o desnecessário.
2. Compensar a falta de tempo que não dedica à criança com brinquedos e deixar fazer o que não é certo.
3. Tentar eliminar as frustrações. A criança fica sem noção de como lidar com as dificuldades e com os obstáculos.
4. Tolerar os erros, porém no mundo fora de casa os erros não são aceitos.
5. Exigir que todos  permitam tudo à criança!  E quando isso não acontece essas crianças sentem-se injustiçadas e se revoltam, são birrentas e agressivas.

Liberdade exagerada gera insegurança, e por isso pode levar ao crime, às más ações e ao desrespeito.

A criança mimada não se sente amada, porque o adulto lhe negou a orientação das regras que são fundamentais para saber como andar nesse mundo.  Desconhece o bem do mal, o certo do errado. Ignora o outro. É infantilizado, não amadurece.  Não sabe lidar com a dor da frustração, busca alívio imediato para a angústia e para a ansiedade, mais tarde, na dependência de álcool e drogas.

Mimar é fácil e rápido! Amar exige tempo, disciplina e autoconfiança por parte do adulto. As consequências do mimo, são pessoas psiquicamente doentias, infelizes e inseguras, enquanto que as do amor são pessoas saudáveis, felizes e autoconfiantes.

 

erikson.bezerra@myagencia.com.br'

Carin Primavesi

Carin Primavesi é psicopedagoga e psicanalista e trabalha com crianças de um a cinco anos em educação infantil e de cinco anos a adultos no Kumon. Autora do livro Déficit de Atenção tem Solução, ela aborda os mais diversos assuntos relacionados à psicologia e comportamento.