Carin Primavesi

Carin Primavesi é psicopedagoga e psicanalista e trabalha com crianças de um a cinco anos em educação infantil e de cinco anos a adultos no Kumon. Autora do livro Déficit de Atenção tem Solução, ela aborda os mais diversos assuntos relacionados à psicologia e comportamento.

Desenvolvendo a Inteligência

Inteligência tem a ver com  a velocidade com que se consegue tirar conclusões e analisar fatos. O cérebro quer economia de energia e procura  o caminho mais curto para atingir o percurso. Quanto maior a rede neural, mais rápido o impulso nervoso pode ser.  É como um mapa de cidade. Para ir a um lugar, se tiver muitas ruas à disposição, tem-se a chance de encontrar um caminho mais curto. Se houver um parque no meio do caminho, também se chega ao local desejado, porém demorando um pouco mais, demora mais para tirar uma conclusão.

Como aumentar a rede neural:

1. Ela se forma por meio  da emoção, isto significa que a criança precisa sentir uma emoção ao executar uma ação, só olhando o que outros fazem ou ver televisão, não forma sinapses.

2. Estímulos diferentes repetitivos. A rede se fixa pela repetição das ações. A mesma brincadeira faz um só caminho. Precisa-se brincar com diversidade para se ter uma rede neural boa.

3. A criança deve  brincar de bola, com carrinho, de boneca, de casinha, com massinha, na areia,  com lego,  blocos lógicos, olhar livros, pintar com giz de cera, com lápis de cor, com pincel, com os dedos, rasgar, cortar,  fazer quebra cabeças, encaixar objetos, ouvir e produzir música, cantar, fantasiar-se, fazer teatro, brincar de fantoches,  fazer cabana, juntar pedrinhas, folhas e  galhos.

4. Pelo movimento. Cada movimento diferente faz caminhos diferentes.  Movimentar as pernas, os braços, pular no colchão, no sofá, engatinhar, rolar, andar em um túnel, debaixo da mesa, andar de triciclo, subir em escada, em escada de corda, no murinho e pular, subir em árvores, balançar, girar no gira-gira, correr.

5. Aprendendo outros idiomas. Para cada idioma se forma um caminho diversificado.

6. Evitar eletrônicos, porque limita a formação de rede sináptica, porque a criança fica parada e não interage emocionalmente.

Inteligência depende do tamanho da rede neural e boa formação e bom funcionamento do sistema nervoso.

Para um bom desenvolvimento e funcionamento do sistema nervoso  precisa-se:

1. Boa alimentação. Oferecer produtos vindos diretamente do campo para a mesa, sem ter sofrido processamento industrial, que danificou os nutrientes e acrescentou elementos químicos nefastos à saúde corporal e neural como conservantes, anti umectantes, acidulantes, corantes, etc. Quanto mais diversificado e colorido o prato mais nutrientes diferentes se obtém. Nosso organismo necessita de 90 minerais e vitaminas diferentes.

2. Evitar açúcar, que destrói as proteínas do corpo inclusive da mielina, a qual encapa os neurônios. Com mielina intacta o impulso nervoso corre a uma velocidade  de 430 km/h, igual a um carro de corrida, e a criança não se cansa para  ler, fazer continhas, está sempre disposta. Com mielina lesada o impulso nervoso corre a 9 km/h. A criança vive cansada porque tudo vai devagar, tem dificuldade em ler, fazer cálculos.

3. Dormir cedo da noite, porque o hormônio do crescimento é produzido especialmente à noite dormindo, durante o sono REM. Este hormônio além do crescimento, ajuda na memorização das experiências do dia,  na metabolização das gorduras em geral que também existem na mielina. E o pico de produção desse hormônio é das 21h à 1h da manhã.

Vamos proporcionar boa inteligência aos nossos pimpolhos!

erikson.bezerra@myagencia.com.br'

Carin Primavesi

Carin Primavesi é psicopedagoga e psicanalista e trabalha com crianças de um a cinco anos em educação infantil e de cinco anos a adultos no Kumon. Autora do livro Déficit de Atenção tem Solução, ela aborda os mais diversos assuntos relacionados à psicologia e comportamento.