hypermarcas

Vegetarianas precisam consumir mais proteína na gravidez

Vegetarianas grávidas devem comer mais leguminosas, como feijão, lentilha, grão de bico, milho e ervilha, para suprir a carência de proteínas, que são muito presentes em alimentos de origem animal e indispensáveis para o bom desenvolvimento do bebê durante a gestação.

A nutricionista Alline Cristina Schüncke, da Vitalin, diz que são necessários alguns cuidados a mais com a alimentação da grávida vegetariana, já que ela não consome todos os alimentos. “A reposição da proteína, principalmente combinações de alimentos que tornam essa proteína mais disponível no organismo, é necessária para a formação e crescimento do feto e também para a manutenção da saúde da mãe”, diz.

Ela recomenda incluir no cardápio cereais e leguminosas como a quinoa, o amaranto, a soja, e a tradicional combinação de arroz com feijão, que torna a proteína mais disponível para o organismo.

Apesar desses cuidados especiais, a nutricionista diz que a alimentação da gestante vegetariana deve contemplar todos os cuidados alimentares de uma gestante não vegetariana, como controle no consumo de açúcar, sal e gorduras; consumo de fibras e água; e controle de peso.

Já a especialista em nutrologia Cristiane Braga Kanashiro diz que pode ser necessário fazer a suplementação alimentar de outros nutrientes. “Durante a gestação, a necessidade nutricional de ferro e vitamina B12 aumentam. Esses nutrientes são bastante encontrados nos alimentos de origem animal, como carne, aves, peixes e ovos. Eles são essenciais para a divisão celular, por isso, são tão importantes durante a gravidez. As gestantes vegetarianas devem ser suplementadas com esses nutrientes”, declara.

clayton.barbosa@myagencia.com.br'